"Milhares de pensamentos passam em nossas mentes todos os dias, todos os segundos. O mundo gira, a vida passa, nada para! Presenciamos coisas, fazemos escolhas, formamos opiniões. Poemas e versos se fazem sem que percebamos, então vamos concretizar os pensamentos! A liberdade de falar nem sempre nos é dada, ou mesmo que dada, nem sempre nos convém falar. Bem-vindos ao meu mundo. Falemos o que pensamos!"







terça-feira, 24 de agosto de 2010

Quando acaba


Quando uma história chega ao final é difícil.
Difícil se livrar dela, difícil jogar fora, difícil se desapegar...
A gente leva um tempo carregando e corroendo aquilo.
E o mais difícil é começar de novo.
Não o ato de começar, mas decidir começar.
Porque todo o fim é drástico. Porém as vezes necessário.
Ele é tão curto para uma história que durou uma fração da eternidade
Ele acaba com a intensidade, ele desapega os pontos.
Mas quando começa a doer, é melhor por o fim para não doer mais, ou para doer menos.
Mesmo quando a paixão ainda existe, há coisas que simplesmente não se explicam.
Ou se explicam por si só.
O fim põe um ponto e te obriga a começar de novo com uma simples frieza.
Frieza que não existia naquele amor, porque amor é fogo.
E te deixa sem saber o que fazer, com aquele buraco imenso no peito,
Aquela dor da lembrança, porque as lembranças começam a provocar lágrimas.
Tomar decisões é a única coisa que a gente não quer quando algo acaba.
A gente fica ali parado segurando aquele monte de "e agoras?" que só
quando os dias passam as respostas vão chegando.
Odeio os finais. Por que tudo o que começa deve terminar?
Pior, por que tudo que começa bom, tende a piorar?
Quando acaba, na verdade não acaba porque dentro da gente,
Tudo ainda permanece.
As músicas, os lugares...nada acaba aqui dentro e isso me irrita às vezes.
Porque não dá pra evitar quando a lembrança vem.
Nem evitar as sensações dos bons momentos.
E quando não há mais volta, quando a gente sabe que não dá pra insistir
Vem as lamentações. E as conformidades.
Parece que tudo já está tão adormecido, o corpo entorpecido, outra página
já está pela metade, mas aí, aquele final volta a mexer aqui dentro só pra apertar meu coração.
Quantas histórias poderiam ter continuado...
E de quem é a culpa quando elas acabam?

3 comentários:

Paulo Braccini disse...

não existem culpados ... acabam pq acabam ... dói sim mas tudo passa e nada de ficar na parada na beira de estrada ... é caminhar e seguir em frente ... novas emoções sempre nos espreitam só esperando uma oportunidade ...

bjux

BH te espera e estaremos aqui para ciceroneá-la ...

bjux

;-)

Nina disse...

É foda. Finais nunca são aceitos por nós, são difceis. Mas ninguem tem culpa é uma algo natural na vida eu acho...

"Dizem que o medo e a dor fazem a gente aprender, a superar como for um mal de amor pra valer." (Natiruts)

beeijos

HSLO disse...

É triste quando uma relação acaba...porém, acredito que o amor continua...isso quando é de verdade.

Related Posts with Thumbnails