"Milhares de pensamentos passam em nossas mentes todos os dias, todos os segundos. O mundo gira, a vida passa, nada para! Presenciamos coisas, fazemos escolhas, formamos opiniões. Poemas e versos se fazem sem que percebamos, então vamos concretizar os pensamentos! A liberdade de falar nem sempre nos é dada, ou mesmo que dada, nem sempre nos convém falar. Bem-vindos ao meu mundo. Falemos o que pensamos!"







quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Coisa rara...

Sabadão amiga convidou para irmos na 25 de Março torrar nosso suado dinheirinho com acessórios femininos (pulseiras, brincos, colares...). Bom, eu nunca tinha ido e era louca pra conhecer então aceitei o desafio, apesar de saber que, meu pai, como tem gente naquele lugar, Criiiiiiiiiisto!
Mas enfim, oito horas da madrugada de sábado, ela me acorda. Passou em casa, deixamos o carro na casa da vó no namorado dela e fomos de trem até o nosso destino.
Conversamos bastante como a gente sempre faz, nos damos muito bem eu a amo de paixão!
Mas algo muito nos chamou a atenção...
Sabe uma coisa dentre tantas que fazem meu coração ficar derretidinho, é ver um casal de velhinhos.
Não somente um casal de velhinhos, mas um casal de velhinhos fofos, sabe? Que se tratam como adolescentes, que você olha e parece que acabaram de começar um namoro...parece que não brigam, que são um casal perfeito...e gente, isso é coisa muito rara, muito rara mesmo.
Descemos do trem e fomos pegar a escada rolante...deixei o casalzinho com seus cabelos brancos feito neve passarem na frente. Ele, muito cavalheiro, pegou sua dama na cintura e a colocou em sua frente para subirem a escada. Olhei para o lado e outro casal idoso, estes andavam um do lado do outro. Ele com as duas mãos postas sobre os dois ombros dela. Não é lindo?
O primeiro casal, ao descer da escada, ela esperou seu marido com a mão para trás esperando que ele a pegasse e os dois seguiram juntos na minha frente, de mãos dadas, bem apaixonadinhos, um cuidando do outro com muito zelo...e essas coisas me fazem pensar.
A maioria das pessoas hoje vive como se a vida fosse uma prateleira de mercado. Você chega, pega o que quer, consome e joga fora. As pessoas fazem isso uma com as outras. Desfrutam e descartam.
Mas...o que te traz de benefício se o ser humano foi feito para conviver em sociedade, para gerar uma família? Se fosse para o homem ser sozinho, Deus não teria criado Eva. E os conceitos de família, estão se perdendo.
Ouço mulheres dizerem que não querem se casar, que querem ter filhos sem pai, homens que fogem de assumir um compromisso e tudo vai ficando uma zona só.
Eu digo mais! Digo que essas pessoas são no fundo, magoada e sem esperanças. Provavelmente seus corações foram quebrados em muitos pedaços...no fundo todo mundo tem vontade de ter uma família linda, com filhos pra você contar histórias antes de dormir, um marido pra você abraçar e deitar no colo dele se sentindo amada. Um cachorro pra correr pela casa, um lar aconchegante e só seu.
Se pensarmos nas dificuldades, vamos deixar de viver.
E conforme a velhice vai chegando, a solidão começa a ser a companhia mais presente.
Porque os filhos crescem e voam...dai o que vai restar?
Um asilo ?
Eu fico triste ao ver maridos reclamando de suas mulheres e vice e versa, quando um deve ser o companheiro do outro. Mesmo que briguem, o amor e o respeito deve prevalecer. A coisa mais gostosa é ter alguém pra envelhecer ao seu lado.
E sinceramente, é com isso que eu sonho. Eu e meu maridão de cabelos branquinhos, vendo nossos filhos crescerem, brincando com nossos netos, um sendo companhia para o outro, um cuidando e amando o outro, duas pessoas se complementando, sendo o apoio do outro...assim, igual o casalzinho extinto de idosos que eu vi no meu trajeto da 25...

4 comentários:

Natalya Nunes disse...

Dani, não sei se é devido à minha TPM, mas chorei lendo seu texto, menina!

Sou igualzinha! Acho a coisa mais linda do mundo ver que o amor sobrevive à idade... Realmente é uma coisa rara e linda ver casais de velhinhos fofos. Dá vontade de apertar, rs

Eu sou brega, sabe? Outro dia até enviei uma carta, daquelas que a gente manda pelo correio, ao meu namorado.

Eu escuto músicas do século passado... Eu valorizo cada gesto de amor, por mais simples que ele seja...

Mas, prefiro ser brega do que ter sentimentos descartáveis.

Beijos, lindona!

Ps: me empolguei no coment. hehe

Ramos disse...

Você ama sua mulher? Você ama seu marido? Sente isso pelo seu namorado (a)?

Então lembre-se disso, nos tempos dificeis!

Case com quem vc gosta de conversar, pois o tempo virá e mais nada restará!


Bjaum!


www.suportedamente.blogspot.com

Ariana disse...

Que texto lindo, realmente é algo mágico ver um casal de velhinhos todo apaixonado, é incrivel!

Beijos

lucianafialho disse...

Oi, dani!
andei, andei, andei e vim parar aqui! hahahaha Depois de visitar vários blogs e paginas,nao faço a míííínima idéia de como "aterrisei"na sua área. rs

Adorei sua escrita e me diverti bastante.
Se tiver um tempiiiinho, vai la no meu! (Sou uma aaaanta com BLOGS, mas adoro escrever) www.lucianafialho.wordpress.com

um chero em vc!
lu fialho

Related Posts with Thumbnails