"Milhares de pensamentos passam em nossas mentes todos os dias, todos os segundos. O mundo gira, a vida passa, nada para! Presenciamos coisas, fazemos escolhas, formamos opiniões. Poemas e versos se fazem sem que percebamos, então vamos concretizar os pensamentos! A liberdade de falar nem sempre nos é dada, ou mesmo que dada, nem sempre nos convém falar. Bem-vindos ao meu mundo. Falemos o que pensamos!"







quarta-feira, 30 de junho de 2010

Palavras que doem

Comecei a pensar a respeito de palavras que machucam, às vezes mais que um tapa.
E parei pra analisar o poder que tem uma palavra, mesmo que dita da boca pra fora.
Pra quem as diz, com o passar do tempo cai no esquecimento, mas pra quem ouve, nunca passa.
O pior é "dizer sem pensar". Uma vez eu disse uma coisa que meu pai não gostou, ai eu falei: "Pai me perdoa, eu falei sem pensar" e ele me respondeu o que eu nunca vou esquecer: "Aí é que esta o problema, quando você diz sem pensar, esta sendo sincera".
E é verdade. Um grande erro é magoar alguém com palavras e depois dizer: Desculpa, falei sem pensar.
Estamos dizendo: "Fui sincero demais."
A gente perdoa, passa por cima, a vida continua, mas não adianta, não da pra esquecer, e as vezes é irremediavel.
Palavras magoam, e permanecem.
A gente retira o prego, mas a marca fica, e às vezes dói.
Por isso eu prefiro o silêncio, por isso devemos nos policiar e sim, pensar no que falar. Porque às vezes vale a pena.
Da boca sai o que está na mente e no coração, mas eu prefiro deixar muitas coisas só na mente.
Quando você ama alguém, tem que ter muito cuidado com as palavras.
Eu sempre aprendi a guardá-las, e a falar somente o necessário.
Claro que às vezes não dá, claro que precisamos de um chacoalhão de vez enquando.
Mas é muito ruim querer mas não conseguir apagar coisas que machucam.

8 comentários:

Kátia disse...

Oi flor. Vejo que se inspirou no meu post Ansiedade para postar esse aqui. Realmente é muito complicado quando magoamos alguém por não saber manter a língua dentro da boca nas horas certas. Sei disso pois sou impetuosa e muitas vezes falo sem pensar. Ótima reflexão.

Beijos.

Krika disse...

Palavras são palavras...Mas passa, tem que passar!Bjs

Dani Brito disse...

Katita - postei por causa de um acontecinemento, gata, mas coincidiu com o seu..rs. É aí é que tá, temos dois ouvidos e uma boca, e isso não é à toa.

Kris - passa sim, com o tempo.

Beijos, gatas.

Perah shel HaDarom disse...

Isso é verdade, e é um dos textos que eu mais gostei até hoje em teu blogue. Daniela, teu pai tinha razão. Lembro de cada coisa que disse já, e que ouvi também.


Uma vez eu chamei a minha mãe de "provinciana", e ela nunca esqueceu. Outras vezes, foi ela que me chamou de "cobra", e eu também nunca esqueci.

Enfim, né! Se eu fosse fazer uma lista, só das coisas ruins que lembro ter dito ou ouvido, ficaria a manhã inteira aqui. Também prefiro o silêncio. Sem falar do ódio. Palavras não só podem ferir, podem ser perigosas, vivemos todos vidas em comum, num a determinada localidade, classe social, trabalho, meio em geral, todo tipo de meio. Nunca sabemos se por causa de uma palavra não poderão nos matar, nos atacar, querer se vingar. Falo sério, infelizmente é a verdade! Diz um provérbio hebraico: "A língua, nela está a vida e a morte".

Dani Brito disse...

Habibi - Na hora do raiva falamos coisas rudes para descarregar o sentimento, só que depois que passa nos arrependemos, e até mesmo falamos coisas que não são verdade. Mas o amor supera, não é ? A língua é a nossa maior arma, temos que saber usá-la sempre!
Beijokas

Bruno disse...

Eu tbm acho que se falou é pq queria falar!

=/

~sad

Elaine Gaspareto disse...

Dani,
É verdade. Quando dá tempo de pensar a gente mede o que vai dizer e nem sempre é sincero. Mas sinceridade também machuca, né?
Também fiquei pensando agora...
Beijoooo

Dani Brito disse...

Bruno - não é ? Ou porque queria falar ou porque achava que precisava falar alguma coisa..rs

Laine - Machuca se mal usada, né flor!

Beijos meus queridos!

Related Posts with Thumbnails